Skip to Content

Jasmim #04 - Número 37

Jasmim - Morningstar

- Meu nome é Pietro. O seu é Jasmim, né?

Estão de carro, um carro laranja de duas portas não tão novo. O motorista é um homem jovem de óculos arredondados e cabelos curtos e lisos. Veste-se de branco. A seu lado, Jasmim com o pescoço imobilizado e alguns esparadrapos e pomadas pelo corpo, sob a mesma roupa.

- Ei, já vi que você não é de falar muito... Até sua camisa, olha! - Aponta para o desenho dos dois esqueletos. - Até o desenho da sua camisa conversa mais que você!

Jasmim o fita com cara de tédio.

- Hmmm... Parece que vai chover hoje, né?

Jasmim desiste e desvia sua atenção para as casas e árvores que passam à sua janela.

- Ainda não entendi uma coisa... Como é que você se machucou tanto numa sala, hein? Estava lutando Caratê com o seu professor ou algo assim?

- ...

- Ou então você é muuuuito desastrada, né? Nunca vi...

Jasmim aponta para a rua, na próxima entrada à esquerda.

- Olhe, obrigada. Já chegamos.

- Ah, o que é isso, Jasmim! Foi um prazer conversar com você! Sabe? É meio chato vir sozinho pro almoço todo dia!

- Pare aqui.

- Além do mais... Está bem. Além do mais é caminho de casa, sabe? Não é incômodo.

Pietro sai do carro para tentar ajudar Jasmim a descer, mas ela sai sozinha. Então ele levanta o banco para pegar a caixa de relógio.

- Realmente essa caixa é pesada, hein? Você mora aqui? Não estou vendo a casa.

- Na outra rua.

_ Por que não disse? Eu te deixava lá e...

- Ia pegar contra-mão. - E estende os braços para receber a caixa.

- Não, não! Que é isso!? Eu levo pra você! Você está machucada e eu sou um cavalheiro, vamos que te acompanho.

Jasmim olha para ele por um tempo...

- Está bem, mas vê para de falar. Já tive um dia péssimo.

- Tudo bem, deixe comigo!

Pietro trava o carro e segue acompanhando Jasmim pela calçada, próximo à esquina.

- Nossa, essa caixa é mesmo pesada! Como você anda com isso?

- ...

- Ainda não entendi como você se queimou. Machucado a gente cai de mal jeito e pronto, mas queimadura numa sala... E dizem que queimaram livros lá também...

- ...

- Aquele lá é seu professor, né? Você estuda o quê lá?

- ...

- Tá, tá bem... Não quer dizer, eu adivinho! Você tem cara de quem faz... Arquitetura, acertei?

Jasmim responde com a feição mais parecida com um sorriso que deu a Pietro. Arquitetura... Provavelmente ia terminar fazendo História, Arqueologia ou algo do tipo. Talvez até mesmo Administração. Porque tem a ver, de certa forma, com a sua área de atuação hoje, mas fazer Arquitetura era seu sonho na infância e adolescência.

- Viu, acertei! Você faz Arquitetura! Você é muito calada, sabe? Devia se soltar mais, ser menos tímida... E menos desastrada também. Eu mesmo quando comecei a fazer Enfermagem, olha, nem te conto: era um desastre! Hoje, eu... Olha, tem bombeiros ali!

- Quê?!

O carro está parado no número 37. Sim, na frente do antiquário, na mesma calçada por onde estão indo agora os dois. Com o susto, Jasmim tenta correr, mas pára dois passos depois. "Malditas dores!"

- É sua casa? Nossa! - Pietro chega perto dela. - Está bem? Calma, a gente vê o que aconteceu. Espero que não tenha estragado muita coisa.

Jasmim olha séria em direção à loja à frente enquanto caminha como pode.

- Menina, você é quente mesmo, hein! Dois incêncios no mesmo dia!?

Com raiva, Jasmim toma a caixa de Pietro, mas não consegue segurá-la e ela cai no chão.

- Jasmim!? - É a Anna, que ao ouvir o barulho sai da loja correndo ao seu encontro. - Você não sabe o que aconteceu e... O que aconteceu com você?

- Ela se machucou um pouco, mas está bem. É só descansar. Alguém se machucou aí?

- Não e...

- Vamos. - Jasmim fala para Anna, ao ver que ela já pegou a caixa do chão. - Obrigada e adeus. - Fala para Pietro, sem nem olhar para ele, e caminha com Anna.

- De nada, Jasmim! A gente podia sair qualquer dia, né? Conheço uns lugares bem quentes! Boa recuperação!

Logo elas chegam. Jasmim, com o coração apertado vê a fumaça no fundo da loja e, do seu lado, Anna abraçada com a caixa, com lágrimas correndo por seu rosto já sem maquiagem, e com os lábios trêmulos.

- Olha, Jasmim, eu juro que não fui eu...

AnexoTamanho
jasmimm.jpg39.64 KB

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
  • Link to content with [[some text]], where "some text" is the title of existing content or the title of a new piece of content to create. You can also link text to a different title by using [[link to this title|show this text]]. Link to outside URLs with [[http://www.example.com|some text]], or even [[http://www.example.com]].
  • Allowed HTML tags: <br> <a> <em> <strong> <cite> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • As linhas e os parágrafos quebram automaticamente

Mais informação sobre as opções de formatação

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.